EXAMES INTERNACIONAIS DE INGLÊS: TESTE DE PROFICIÊNCIA E DE DIAGNÓSTICO

Dicas sobre a CAPES - certificado
Precisa de ajuda para o teste da CAPES?
14 de agosto de 2018

EXAMES INTERNACIONAIS DE INGLÊS: TESTE DE PROFICIÊNCIA E DE DIAGNÓSTICO

exame de línguas estrangeiras | Multiteste

Com o aumento do interesse dos brasileiros em sair do país, muitas pessoas me perguntam sobre os testes de proficiência, para que servem, como funcionam e quando devem ser feitos.

Existem dois tipos de exames internacionais padronizados: os testes de proficiência (proficiency tests) e os testes de diagnóstico (score-based tests). Antes de falarmos dos testes é preciso primeiro deixar claro o que é o CEFR (Common European Framework of Reference).

O CEFR é uma escala internacional de parâmetros de desempenho da língua estrangeira e classifica as competências do aluno em estágios de ensino-aprendizagem. Essa escala é usada em materiais didáticos e exames internacionais e seu objetivo é facilitar o nivelamento do aluno.

 

C1 e C2: aluno avançado
B1 e B2: aluno intermediário
A1 e A2: aluno básico

 

 

 

 

 

Existem diversos testes de nivelamento online nesse padrão, mas recomendo o site examenglish.com, pois oferece um teste objetivo e gratuito na escala CEFR. Ele testa gramática, vocabulário e escuta e a realização desse teste situa o aluno sobre seu estágio no aprendizado, além de ajudar o professor a identificar o que seu aluno já sabe.

Antes de optar por um exame de proficiência ou de diagnóstico, o candidato precisa se certificar que tem o conhecimento linguístico compatível, principalmente em relação à produção oral e para isso é necessária uma avaliação de um professor de inglês.

EXAMES DE PROFICIÊNCIA

 

Os exames de proficiência são testes padronizados que abrangem as quatro habilidades linguísticas (listening, writing, speaking e reading) e testam a competência do aluno em situações reais de comunicação.

O exame de proficiência mais conhecido e reconhecido atualmente é o da Universidade de Cambridge que oferece um leque imenso de testes e certificações para diferentes níveis e idades.

O aluno que passa em um exame como esse recebe uma certificação da Universidade reconhecendo e atestando que ele é um falante de inglês enquadrado no nível C1, por exemplo. Por isso, esses testes são geralmente pedidos por instituições de ensino internacionais, empresas e órgãos do governo para fins de imigração.

É importante lembrar:

  • Certificados de proficiência não têm validade limitada.
  • As provas são padronizadas e de longa duração (cerca de três horas) e por isso o candidato, além do conhecimento linguístico, precisa estar familiarizado com os tipos de questão e conhecer a estrutura da prova.
  • Hoje em dia ter um certificado de proficiência a partir do nível C1 é um grande diferencial no mercado de trabalho.
  • A partir do FCE, esses exames custam cerca de R$ 1.000,00, mas é um investimento que vale muito a pena.

Mais informações em: Cambridge English

 

 

 

Existem diversos exames de nota e eles têm objetivos diferentes. Os mais comuns são o TOEFL, IELTS e TOEIC. Os estudantes que desejam fazer cursos fora do Brasil ou profissionais que buscam colocação no exterior precisam comprovar seu nível de conhecimento linguístico e por isso precisam obter uma determinada nota em um teste de diagnóstico.

Esse tipo de teste também abrange as quatros habilidades linguísticas e ao final o candidato recebe uma nota que geralmente tem validade de 2 anos. Além disso, cada instituição exige um determinado teste. Por exemplo, o TOEFL geralmente é pedido em instituições nos EUA e Canadá e o IELTS na Inglaterra e Austrália.

Sempre aconselho o aluno a definir seu objetivo antes de escolher o teste. Se vai estudar fora, pesquise nas instituições que deseja ingressar que teste elas exigem, que nota mínima deve tirar e observe o cronograma de candidatura. Essas informações determinam todo o cronograma de preparo para o exame (considerando que o aluno já está pelo menos no nível B2 do CEFR).

Cada prova possui suas peculiaridades e o candidato precisa ter familiaridade com os tipos de questões, tempo de prova e conhecimento exigido. Por isso, não há um treinamento único para qualquer prova de diagnóstico, apesar de serem similares.

Fonte: https://www.e-classroom.com.br/single-post/exames-internacionais-de-ingles-teste-de-proficiencia-e-de-diagnostico

2 Comentários

  1. […] desvantagens, devido ao uso dos métodos de ensino de conteúdos incompatíveis com a realidade exame internacional lingüística do brasiliano. Sabendo da importância da informática em todas as áreas, a local de […]

  2. […] de conteúdos incompatíveis com a realidade lingüística do brasileiro. Sabendo da relevância proficiencia da informática em todas as áreas, a escola procura aproveitar todos e cada um dos recursos […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *